Praia de Camboriú já recebeu muitas pessoas famosas. Uma delas foi o Presidente da República João Belchior Marques Goulart ou simplesmente Jango.
Klauss Fischer, proprietário do Hotel Fischer, conta que Jango se hospedava com a família no hotel: “Ele chegava em um aviãozinho CESSNA, fazia umas três ou quatro voltas por cima do hotel e todos já sabiam que era ele. Ele descia na Vila Real, na rua, porque antes aqui não tinha nada, só loteamento. Íamos buscá- lo de Kombi. Ele ficava uma semana, depois o avião retornava”. Este mesmo avião pousou por duas ou três vezes na faixa de areia da Praia Central.
Jango vinha para a Praia de Camboriú descansar. Caminhava na praia e passeava com seus filhos, João Vicente e Denise: “De todos os presidentes que já vi, ele era o mais dado. Eu nunca o chamei de Presidente, pois ele esteve aqui como Vice- Presidente e depois como Presidente. Eu sempre o chamava de Sr. Jango, ele vinha para descansar”, relembra Klauss.
Depois de Jango, outros políticos, como Juscelino, também visitaram a nossa praia: “Quando vinha alguma autoridade para Florianópolis, eles não tinham lugar para hospedá-los. Existiam três, quatro hotéis lá, mas só com pia no quarto e banheiro no corredor. Então, eles mandavam aqui para o hotel. Vinham embaixadores, políticos, todo mundo já falava do Hotel Fischer. Hotel Fischer, Santa Catarina”, destaca Klauss.
Durante os anos que visitou nossa praia, Jango fez muitos amigos e até construiu uma casa na Barra Sul, localizada na Avenida Atlântica, esquina com Rua 4.600. Neste local, atualmente está em funcionamento o Restaurante Lago da Sereia, que preservou parte da casa e promoveu algumas ampliações no imóvel.

As lembranças, as imagens, as pessoas e os lugares ajudam a contar nossa história. São experiências vividas, pessoas conhecidas e lugares frequentados que ficam registrados em nossa memória. Histórias e momentos que não podem ser esquecidos pelo tempo. Faça parte do resgate histórico cultural de Balneário Camboriú.
Se você tem fotografias, documentos ou outros registros que possam contribuir com a história do município, entre em contato pelo (47) 8464-5234 (Whatsapp) – com Gisele.
Fonte: Arquivo Histórico de Balneário Camboriú

Compartilhar

Sobre a autora