Ao longo do século XIX, o Arraial do Bonsucesso, como era chamado, cresceu e virou uma Freguesia, em 26 de abril de 1849, conforme mostra o documento 2. Décadas depois, tornou-se o município de Camboriú, no dia 15 de janeiro de 1895.

Por volta da década de 1920, a então Praia de Camboriú era um reduto de pescadores. Na praia havia pouquíssimos moradores e o local mais habitado e desenvolvido era o Bairro da Barra. A agricultura era de subsistência, e a pesca artesanal a principal matriz econômica. Por isso, em 1927, foi fundada a Colônia de Pescadores Z7, uma das primeiras da região.

Em 1918, foi inaugurada a primeira escola do Canto da Praia, que depois se tornou a escola Laureano Pacheco.¹

Laureano é considerado o primeiro professor da região, fundador da primeira escola particular da Barra, só para meninos, em 1850.  Em 1926, a Escola da Barra já fornecia educação básica também para meninas.²

1 LINHARES, Elisangela Vieira. Marcas da memória traduzidas na identidade docente: relatos de vida de professoras alfabetizadoras. 164f. Dissertação (mestrado em Educação), Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2006, p. 20.

2 Informação retirada do Projeto Memória do Arquivo Histórico de Balneário Camboriú, de autoria de Luiz Carlos Chedid, em julho de 2003.

Fonte: Do Arraial do Bonsucesso a Balneário Camboriú: mais de 50 anos de história.

Sobre a autora: Mariana Schlickmann é doutoranda em História na Universidade do Estado de Santa Catarina, mestra em História Social da Cultura pela Universidade Federal de Minas Gerais e graduada em História (licenciatura e bacharelado) pela Universidade do Estado de Santa Catarina, pesquisadora associada do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros – NEAB/UDESC e pesquisadora associada do Instituto Cultural Luisa Mahin.

 

Compartilhar

Sobre a autora

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com