A história do ensino no Bairro da Barra começou há aproximadamente 80 anos, conforme o Livro Acta, documento localizado na Escola Estadual Professora Francisca Alves Gevaerd, que data seu primeiro registro em 1926. Naquela época, a primeira professora era a Sra. Elegantina da Silva Braga, não tinha diretor nem outros professores.
A Escola Isolada da Barra, como era chamada, funcionou na residência do Senhor Emanoel Rebelo dos Santos até 1940, quando foi transferida para uma sede própria, próximo à Praça dos Pescadores. Ela era de madeira e possuía apenas duas salas de aula e uma varanda. Muitos eventos culturais foram realizados nessa escola, um deles foi a apresentação de Boi-deMamão dos alunos do Colégio João Goulart, isso datava o ano de 1973, comemoração alusiva ao Dia do Folclore.
Em 1973, no Governo de Colombo Sales, é inaugurada uma escola de alvenaria, com mais salas, cozinha, banheiro e um pátio grande para as atividades extra-classe, passando a se chamar Colégio Estadual Francisca Alves Gevaerd, hoje Escola de Educação Básica.
O ensino enfrentou algumas dificuldades, mas os docentes que ali passaram souberam superá-las e deram o melhor de sua docência.
As lembranças, as imagens, as pessoas e os lugares ajudam a contar nossa história. São experiências vividas, pessoas conhecidas e lugares frequentados que ficam registrados em nossa memória. Histórias e momentos que não podem ser esquecidos pelo tempo. Faça parte do resgate histórico cultural de Balneário Camboriú.
Se você tem fotografias, documentos ou outros registros que possam contribuir com a história do município, entre em contato pelo (47) 8464-5234 (Whatsapp) – com Gisele.
Fonte: Arquivo Histórico de Balneário Camboriú

Compartilhar

Sobre a autora