Balneário Camboriú possui como símbolos municipais o Brasão, a Bandeira e o Hino. Os símbolos retratam a história, as características, os costumes e as tradições de cada Município, Estado ou País. Eles estão presentes em órgãos públicos, nas escolas, em documentos oficiais e cerimônias. Vamos conhecer um pouco mais sobre estes símbolos que representam a identidade do nosso município.

BRASÃO
O primeiro projeto para o brasão do município foi realizado no governo de Higino João Pio, primeiro prefeito eleito de Balneário Camboriú. O desenho era de autoria de Djuro Poljak, pintor residente na cidade, e mostrava de modo estilizado a praia, o mar, o sol e o turismo, características naturais de nossa cidade. Edison Müller* observou este quadro ao efetuar o pagamento de impostos na Prefeitura. Ele estava exposto na sala do Diretor da Fazenda, Moacir Schlup. Sabendo do projeto, informou que este desenho não obedecia as regras da Heráldica (arte e ciência do brasão) e se colocou à disposição para a realização de um novo projeto. Alguns vereadores eram a favor de que este desenho, antes de ser instituído, fosse submetido ao exame de um heraldista. Entretanto, este projeto foi adiado em virtude da morte do Prefeito Higino Pio, em 1969. Assumiu a Prefeitura o Presidente da Câmara de Vereadores, Álvaro Antônio da Silva que retomou o estudo do Brasão, com o apoio do Deputado Estadual Nilton Kucker. Edison Muller, então, apresentou dois projetos ao Prefeito em Exercício e um deles obteve aceitação imediata. Foi submetido à aprovação da Câmara de Vereadores e o brasão municipal foi instituído pela Lei nº 99, de 10 de junho de 1969.
A primeira exibição pública do brasão de Balneário Camboriú ocorreu em 31 de março de 1970, na posse do Prefeito Armando César Ghislandi.
Mais tarde, a Lei nº 99/1969 foi revogada pela Lei nº 137, de 17 de julho de 1970, que adotou o brasão-escudo como símbolo do Município e tem as seguintes características heráldicas: escudo português de blau, burelado de cinco peças ondadas, de prata, tendo brocante sobre tudo um sol de ouro. Coroa mural de ouro forrada de goles, de quatro torres, cada uma com três ameias e sua porta aberta também de goles. Divisa: BALNEÁRIO CAMBORIÚ, de prata, em listel de blau. O significado completo está descrito na lei.
A história do Brasão de Balneário Camboriú foi contada pelo próprio autor do projeto, Edison Muller, na Revista Blumenau em Cadernos, na edição nº 7, de julho de 1970. * Edison Müller nasceu em Blumenau, em 1938. Desde 1964, dedicou-se ao estudo metódico de Heráldica. Foi autor de vários brasões e bandeiras de municipios de Santa Catarina.

BANDEIRA
A bandeira municipal foi instituída pela Lei nº 140, de 24 de agosto de 1970, e regulamentada pelo Decreto nº 141, de 07 de setembro de 1970. O regulamento traz o significado das ilustrações e estipula as dimensões e o uso da bandeira.
A primeira bandeira do município foi confeccionada pelo Rotary Clube de Balneário Camboriú e entregue ao Prefeito Armando Cesar Ghislandi em reunião festiva realizada em 28 de agosto de 1970.
Foi hasteada pela primeira vez no dia 07 de setembro de 1970, ao lado das bandeiras do Brasil e do Estado de Santa Catarina.
A solenidade aconteceu na Praça de Esportes Guadalajara, que localizava-se na Rua 1500. Após a solenidade e o hasteamento das bandeiras, seguiu-se o desfile pelas Avenidas Brasil e Avenida do Estado.
A Bandeira Municipal tem a seguinte descritiva heráldica: gironada de blau e branco, tendo brocante sobre o ponto de honra o brasão das Armas do Município, contornado de amarelo.

HINO
O Hino Oficial do Município foi instituído pelo Decreto nº 3.755, de 24 de setembro de 2003, sendo a letra e a melodia da música de composição do músico Mário Carlos Gonçalves.
Para a escolha do Hino, foi realizado um concurso que contou com 48 inscrições. Deste total, a comissão julgadora selecionou 10 (dez) músicas para a grande final do concurso, que aconteceu no dia 24 de março de 2000. Nesta ocasião, houve a apresentação pública das músicas pré-selecionadas e a escolha do Hino Oficial.

HINO DE BALNEÁRIO CAMBORIÚ
Letra e Música: Mário Carlos Gonçalves

I
Balneário Camboriú
De belas praias altaneiras
Seus recantos verdes montes
Orgulho dos brasileiros
Onde suas águas mais azuis
Enchem de encanto
O mundo inteiro
Com seu povo alegre e amigo
II
Recebe a todos o ano inteiro
Com o Cristo Luz em amplo abraço
Abençoando os passageiros
Suas noites são festivas
E aproximam corações
Cidade hospitaleira
Quem a conhece
Nunca mais a esquecerá
Princesa do meu Brasil
Cidade de belezas mil.

As lembranças, as imagens, as pessoas e os lugares ajudam a contar nossa história. São experiências vividas, pessoas conhecidas e lugares frequentados que ficam registrados em nossa memória. Histórias e momentos que não podem ser esquecidos pelo tempo. Faça parte do resgate histórico cultural de Balneário Camboriú.
Se você tem fotografias, documentos ou outros registros que possam contribuir com a história do município, entre em contato pelo (47) 8464-5234 (Whatsapp) – com Gisele.

Compartilhar

Sobre a autora

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com